Início Delegacia Geral ASCOM

Polícia Civil recupera objetos furtados de propriedades rurais

E-mail Imprimir PDF

201701092Produtos furtados foram recuperados em residências e até mesmo em lojas de venda de novos e usados

A Polícia Civil do Amapá conseguiu recuperar parte dos objetos furtados, nas últimas semanas, de sítios e chácaras localizadas na área rural de Macapá e Santana. Nas investigações, os agentes encontraram os materiais roubados em residências e até mesmo à venda em lojas de móveis usados.

De acordo com o delegado Leandro Moisés, da Delegacia de Polícia do Interior (Depol/DPI), as investigações constataram que uma quadrilha especializada em furtos aproveita a ausência do dono das propriedades para furtar os objetos.

Segundo a polícia, a maioria dos furtos é praticada em comunidades rurais de Macapá, Porto Grande, Tessalônica, Ariri, comunidade de São Francisco, no rio Flexal, entre outras. As invasões ocorrem, geralmente, durante a semana, quando os donos retornam para a cidade.

“Muitos proprietários de terrenos rurais estão colocando os imóveis à venda por conta dos constantes furtos”, explicou o delegado.

Foram apreendidos objetos eletrônicos, aparelhos de ar-condicionado, centrais de ar, micro-ondas, motor de embarcações, geladeiras, câmera filmadora, aparelho de DVD, máquina de lavar, ventiladores, botijão de gás, serra-elétrica e até um vaso sanitário. Uma espingarda calibre 22 também foi recuperada pela polícia.

Três pessoas foram apresentadas na 1° Delegacia de Polícia Civil, no bairro Nova Esperança. Há suspeita de que as mesmas estejam envolvidas nos furtos e receptação dos objetos.

 

Notícias em destaques

No dia 26 de julho do corrente ano, o Departamento de Policia do Interior prendeu em flagrante delito no município de Tartarugalzinho três indivíduos pela prática do crime de furto de gado. Por ocasião da prisão foram apreendidas 48 (quarenta e oito) reses de bubalinos que foram furtadas de fazendas da região.

O Delegado Sandro Torrinha que preside as investigações autuou ainda os infratores pelo crime de associação criminosa, vez que conseguiu provas nos autos de Inquérito que os indivíduos estavam consorciados para prática reiterada de furtos de búfalos na região, inclusive a associação criminosa era chefiada pelo pai dos demais membros.

Leia mais...

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?