Início Delegacia Geral ASCOM

Polícia Civil e GTA localizam corpo de comerciante na região do Bailique

E-mail Imprimir PDF

20161025 4A Polícia Civil com apoio do Grupo Tático Aéreo (GTA) encontrou o corpo do comerciante Antônio Carlos Santana, de 68 anos, desaparecido desde o último dia 8, na região do arquipélago do Bailique, distante a 150 quilômetros de Macapá. Um menor de 16 anos, foi apreendido, suspeito de ter praticado o crime.

20161025 3Segundo o delegado, José Neto, do Departamento de Polícia do Interior (DPI), o adolescente confessou que matou o comerciante e que teria abandonado o corpo em uma área de mata. O suspeito teria matado para roubar a vítima, dinheiro, o motor da embarcação e outros pertences. A pedido da Polícia Civil, a Justiça liberou o menor para indicar o local onde estaria o corpo. 

“O corpo do comerciante foi encontrado em uma área de mata, distante a 40 quilômetros da Vila Progresso, no Distrito do Bailique. O local foi indicado pelo garoto considerado pela polícia como principal suspeito do crime, o cadáver estava com uma corda enrolada no pescoço. Inicialmente, o menor disse que teria tido auxílio de outra pessoa no assassinato, mas as provas e os elementos colhidos até o momento apontam que ele agiu sozinho”, explicou o delegado José Neto 

De acordo com as investigações, o menor de idade foi contratado por Antonio para auxiliar no transporte de mercadoria entre Macapá e Bailique. Durante o depoimento, o menor disse que queria ficar com o dinheiro e o motor da embarcação da vítima, avaliado em R$ 9 mil.

O menor está no Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein). Com a confissão e a localização do corpo, o inquérito será concluído e enviado ao Ministério Público.

 

Notícias em destaques

A Empresa Taurus estará realizando exposição de armas, no dia 14/06, na sede do SINPOL.

LOCAL:         SINPOL - Sindicato dos Policiais Civis do EStado do Amapá

DATA:          14 DE Junho DE 2017

HORÁRIO:    08:00h ÀS 12:00h

Maiores informações:        SETOR DE ARMAS/DGPC

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?