Início Delegacia Geral ASCOM

Polícia Civil apreende cerca de 10 kg de maconha em Macapá

E-mail Imprimir PDF

20161025 1Cerca de 10 quilos de maconha foram aprendidos pela Polícia Civil, no início da tarde desta segunda-feira, 24, em um pequeno apartamento localizado na 6ª Avenida do Congós, na Zona Sul de Macapá. A droga estava embalada em 13 tabletes. Na ação, quatro pessoas foram detidas. Duas são menores de idades.

20161025 2De acordo com o delegado Ronaldo Coelho, titular da Especializada em Tóxicos e Entorpecentes (Dete), o grupo estava sendo monitorado há um mês pelo serviço de inteligência. As investigações apontam que o grupo atuava na comercialização de entorpecentes na cidade.

“Recebemos a informações de que hoje iria chegar um carregamento neste local e que haveria uma reunião para distribuição da droga”, detalhou o delegado Ronaldo Coelho que acompanhou a ação. 

Ronaldo também informou que a maconha veio de Belém (PA), e que foi trazida por uma menor de 17 anos. O produto seria repassado para traficantes do bairro do Congós e de outras regiões da cidade. Todos os suspeitos negaram envolvimento com o tráfico, e não souberam informar à polícia e existência da droga.

Também foram apreendidos uma balança de precisão, aparelho celular e uma calculadora. As investigações seguem para identificar os responsáveis pela droga e os receptadores na capital.

O material e todos os envolvidos foram conduzidos ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval, Zona Norte de Macapá, e responderão por tráfico de drogas e associação ao tráfico. A moça e o garoto menor de idade foram encaminhados à Delegacia de Atos Infracionais (Deiai) para procedimentos legais.

 

Notícias em destaques

No dia 26 de julho do corrente ano, o Departamento de Policia do Interior prendeu em flagrante delito no município de Tartarugalzinho três indivíduos pela prática do crime de furto de gado. Por ocasião da prisão foram apreendidas 48 (quarenta e oito) reses de bubalinos que foram furtadas de fazendas da região.

O Delegado Sandro Torrinha que preside as investigações autuou ainda os infratores pelo crime de associação criminosa, vez que conseguiu provas nos autos de Inquérito que os indivíduos estavam consorciados para prática reiterada de furtos de búfalos na região, inclusive a associação criminosa era chefiada pelo pai dos demais membros.

Leia mais...

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?