Início Delegacia Geral ASCOM

PC apreende 60 argolas de túmulos e placa de lápide em residência

E-mail Imprimir PDF

Policiais da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DECCP), apreenderam na segunda-feira, 17, cerca de 60 argolas e uma lápide de sepultura, no bairro Novo Buritizal, Zona Sul de Macapá. O material foi encontrado em uma residência durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, envolvendo um suspeito de roubos e furtos.

O homem procurado não estava no local. Segundo o delegado adjunto da DECCP, Glemerson Arandes, o material estava dentro de duas mochilas e ninguém soube informar a procedência dos objetos. Agora, a polícia quer saber se o morador da casa é o responsável pelo furto das argolas ou era receptor do material. 

“Quando chegamos à residência, um morador disse que o homem procurado não estava na casa. Durantes as buscas, encontramos 60 argolas de sepulturas, que juntas podem pesar mais de 60 quilos. O material é de bronze e tem grande valor comercial. O morador da casa disse que não sabia como o material foi parar lá. A namorada dele também não sabia a procedência. Todos foram conduzidos para prestar esclarecimento na delegacia”, concluiu o delegado Glemerson Arandes.

Menor de idade

Na ação, uma outra situação chamou atenção da polícia. Uma menor de apenas 3 anos de idade foi encontrada dormindo com um homem que é usuário de drogas e tinha passagem pela polícia. Além disso, o homem não tem vínculo familiar com a criança e alegou que a mãe da menor teria saído, mas não soube informar a hora que voltaria. Momentos depois, a mãe biológica da menina chegou e disse que teria dado a criança para a irmã cuidar. O homem e a mulher também foram encaminhados para a delegacia. 

O material aprendido e todos os envolvidos foram apresentados no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá, para procedimentos legais.

 

Notícias em destaques

No ultimo final de semana a Policia Civil de Oiapoque, deflagrou operação policial de combate ao tráfico de droga, onde foram cumpridos simultaneamente 14 mandados de busca e apreensão domiciliar. A operação foi denominada “cidade sem drogas” e contou com o apoio do Exercito Brasileiro, bem como do Canil da Policia Civil.

Leia mais...

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?