Início Delegacia Geral ASCOM

Estudante diz que foi coagida a envenenar água de escola

E-mail Imprimir PDF

Uma das adolescentes envolvidas na ocorrência de envenenamento da água na Escola Risalva Amaral, localizada no bairro Pantanal zona norte de Macapá, prestou depoimento ao delegado Plínio Roriz titular da Delegacia Especializada na Investigação de Atos Infracionais (DEIAI).

A menina disse à polícia que encontrou um frasco com o produto as proximidades do estabelecimento de ensino, e teria mostrado a colega que teve a ideia de adicioná-lo  a água do bebedouro, pois queria se vingar de outra pessoa, cujo fato ocorreu na sexta-feira, 28, e  alegou que foi coagida pela amiga.

O episódio veio à tona quando alguns alunos passaram mal após terem ingerido a água e pelo menos pessoas sete pessoas foram levados ao Hospital de Emergências.
Servidores da escola observaram que o bebedouro estava sem os parafusos da tampa e ao verificar notaram que no fundo estava o produto, responsável pela intoxicação.

De acordo com o delegado a segunda pessoa envolvida será intimada a prestar depoimento, mas ele já adiantou que ambas serão indiciadas por tentativa de homicídio.

 

Notícias em destaques

Na última quarta-feira (13), policiais civis participaram de um torneio de tiro no stand da Academia Integrada de Formação. Foram 71 competidores, entre agentes, oficiais e delegados, na disputa para saber quais têm maior habilidade no tiro de precisão com pistola .40.

Os competidores foram divididos conforme função e gênero.

Leia mais...

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?