Início Delegacia Geral ASCOM

Maraca reage a voz de prisão e é baleado

E-mail Imprimir PDF

20141201 1Wagner Jeovan Conceição Quadros, 22, conhecido como “Maraca” foi atingido por um tiro disparado por um policial civil nesta segunda-feira, 1, no bairro Beirol.

De acordo com o delegado Paulo Reyner da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Deccp), Maraca portava uma pistola com numeração raspada que pertence a Polícia Civil.

20141201 2Ele trafegava pela Avenida Acelino de Leão com Hamilton Silva na garupa de uma motocicleta cujo condutor não foi identificado, mas segundo a polícia eles se preparavam para efetuar um crime de roubo.

Ao receber voz de prisão Maraca sacou a pistola e tentou atirar contra os policiais que revidaram acertando o acusado que caiu e acabou sendo preso bem como a arma apreendida.

“Soubemos que Wagner Jeovan tinha emprestado uma arma para José Cleberson de Souza Silva e que nesta manhã foi buscar para cometer crimes, mas o interceptamos e apreendemos a pistola”, ressalta o delegado.

Sobre a conduta de Cleberson ele não possui ficha criminal, seja, até então não era conhecido da polícia, mas foi preso.

Wagner o Maraca foi socorrido e levado ao Pronto Socorro em uma ambulância do Corpo de Bombeiros e foi submetido a cirurgia mas está sob escolta policial.

Segundo o delegado ele já cumpriu pena na penitenciária amapaense sob acusação de tentativa de homicídio.

 

Notícias em destaques

Na última quarta-feira (13), policiais civis participaram de um torneio de tiro no stand da Academia Integrada de Formação. Foram 71 competidores, entre agentes, oficiais e delegados, na disputa para saber quais têm maior habilidade no tiro de precisão com pistola .40.

Os competidores foram divididos conforme função e gênero.

Leia mais...

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?