Início Delegacia Geral ASCOM

Agência de vigilância era usada como cativeiro no bairro Marabaixo

E-mail Imprimir PDF

20141107 4Em menos de 24 horas a Polícia Civil do Amapá desvendou o crime de sequestro ocorrido nesta segunda-feira, 3, na zona urbana de Macapá. A vítima foi uma garota com 15 anos de idade filha de um empresário.

De acordo com a polícia por volta de 20h30 de segunda-feira o empresário de prenome Sidney estava chegando em casa no loteamento Açai  zona norte de Macapá acompanhado da esposa e da filha (vítima), quando foi abordado por quatro homens armados, usando uniformes semelhantes ao da Polícia Civil de cor preta com pistola em punho e algemas.

20141107 5O empresário foi algemando e a garota teve os olhos vendados,  e foi levada em um veículo pálio com placa do município de Santana que mais tarde foi descoberto que a placa era falsificada.

As investigações ficaram com os delegados Glemesson Arandes e Celso Pacheco, além de agentes do Núcleo de Operações e Inteligência (NOI) que trabalharam desde o registro da ocorrência a fim de saber quem eram os acusados.

Um dia após o delito, ou seja, nesta terça-feira, 4, por volta de 19h40 os agentes descobriram o cativeiro no  bairro Marabaixo I. Uma casa onde funcionava o escritório de uma agência de vigilância noturna.

 O local foi cercado pela polícia e os acusados presos e a vítima libertada.

De acordo com os delegados os acusados são Carlos Augusto Roldão da Conceição, 24, ex-funcionários do pai da vítima e foi contratato por Aucyr Pinheiro Soares, 40, que é sócio da empresa e que ganharia R$ 50 mil reais para sequestrar a jovem.

Miguel Ângelo Rodrigues da Silva e o primo dele de prenome Daniel que também seriam pagos para guardar o cativeiro.

Daniel se apresentou espontaneamente nesta quarta-feira, 5, e confirmou sua participação do sequestro.

“Desenvolvemos todas as linhas de investigação a fim de saber quem eram os responsáveis pelo crime, trabalhamos dia e noite até descobrir a identidade da quadrilha e prende-los fato que ocorreu em poucas horas”, disseram os policiais.

De acordo com a polícia a garota não sofreu nenhum tipo de violência física ou sexual e foi entregue aos seus pais que foram prestar depoimento.

Segundo a polícia o mais grave desse episódio foi saber que o sequestro foi articulado por Aucyr que é sócio do pai da garota, ou seja, ele conhecia a família vítima de sua trama.20141106 520141106 420141106 320141106 1

 

Notícias em destaques

A DELEGACIA GERAL DE POLÍCIA CIVIL DO AMAPÁ, considerando a necessidade de normatizar a padronização e expedição do novo modelo da Carteira de Identificação Funcional dos servidores das carreiras da Polícia Civil do Amapá com inclusão de novos itens de segurança, convoca os servidores a comparecer, de acordo com o periodo correspondente, na Delegacia Geral para proceder a troca ou retirada da nova identificação policial civil.

Os procedimentos referentes à emissão, substituição, distribuição, controle e recolhimento da Carteira de Identificação Funcional dos servidores das carreiras da Polícia Civil do Amapá ficarão a cargo do Gabinete da Delegacia Geral de Polícia Civil auxiliado pela Atividade de Recursos Humanos (ATRH) e Unidade de Informática (UINF).

O servidor deverá adquirir o novo modelo da Carteira de Identificação Funcional através de requerimento subscrito ao Gabinete da Delegacia Geral de Polícia Civil, a fim de padronizar o documento de identificação.

O requerimento a ser preenchido para aquisição do novo modelo da Carteira de Identificação Funcional estará à disposição do servidor no site da Polícia Civil, e quando de sua apresentação ao Gabinete da Delegacia Geral de Polícia Civil deverá anexar, obrigatoriamente, cópia do Registro Geral (RG) e, 01 (uma) foto 3x4 com fundo branco, estando o Policial com vestimenta formal, sendo terno e gravata para o sexo masculino e blazer para o sexo feminino.

O requerimento tramitará pelos setoriais de Atividade de Recursos Humanos (ATRH) para atualização dos dados funcionais do servidor e, posteriormente, pela Unidade de Informática (UINF), a qual será responsável pela entrega, e fará a impressão da carteira na presença do servidor, entregando-a mediante coleta biométrica do mesmo.

REQUERIMENTO PARA NOVA CARTEIRA DE POLÍCIA CIVIL

PORTARIA DE EXPEDIÇÃO - CARTEIRA POLICIAL

 

CRONOGRAMA:

Horário de recebimento: 8:00 às 12:00
Local: Gabinete da Delegacia Geral
Data: confome a Letra do Nome

  • A a E (13/11 à 17/11)
  • F a J (20/11 à 24/11)
  • K a O (27/11 à 01/12)
  • P a T (04/12 à 08/12)
  • U a Z (11/12 à 15/12)

* Será obedecido a ordem conforme a data acima. Em caso de perda do prazo, será recebido após 15/12/2017.

PROCEDIMENTOS:
1 - ver portaria de Expedição;
2 - Preencher o Requerimento;
3 - cópia do Registro Geral (RG);
4 - Foto 3x4 com fundo branco ( em mídia digital), conforme Portaria;
5 - Entregar requerimento preenchido e assinado no Gabinete da DGPC;
6 - Entregar foto digital na Unidade de Informática;
7 - Retirada da Carteira, somente para o solicitante, presencial.

O prazo de entrega da carteira será cinco dias úteis depois da entrega do requerimento e foto digital.

Em caso de dúvida entrar em contato com a Unidade de Informática/DGPC.

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?