Início Delegacia Geral Unidade de Contratos e Convênios


Justiça manda prender dono de faculdade

Imprimir PDF


260620121O sonho de centenas de jovens em conquistar o nível superior acabou em decepção, endividamento e perda de tempo.

 
O fato ocorreu em vários municípios amapaenses, a partir do momento em que a Escola Superior de Filosofia e Ciências Humanas do Estado do Amapá (Esfichap) estabeleceu unidades nos municípios de Santana, Oiapoque, Mazagão e Porto Grande.
 

Por oferecer valores atrativos estudantes efetivaram matriculas e começaram  estudar,  alguns já estavam cursando 5º, 6º ou 7º semestre.
 
Certo dia eles chegaram para assistir aula e não encontraram mais o estabelecimento que funcionava na Avenida Santana, 3.225 bairro Paraíso município de Santana.
 
Um grupo de alunos procurou a delegada Luiza Maia titular da 2ª Delegacia daquela cidade, reclamando sobre o fato.
 
Durante três meses agentes do serviço de investigação se desdobraram para saber quem estava por trás do esquema de fraudes enganando a classe estudantil.
 
De acordo com a polícia o golpe consistia da seguinte maneira; matricular um número máximo de interessados em concluir o grau superior. Eles estudavam por alguns meses depois os estelionatários sumiam do local e abriam escolas em outra cidade cometendo o mesmo crime.
 
Após constatar que se tratava de estelionatários a policia pediu a justiça a prisão dos responsáveis e no final da tarde desta segunda-feira, 25, eles receberam voz de prisão.
 
260620122260620123260620124Trata-se de Francisco Renato Sales Ferreira e a mulher dele Suelen Pelaes Lopes além de José Carlos Sena de Miranda.
 
A polícia descobriu que Suelen e José Carlos eram tesoureiros do esquema e Francisco Sales diretor presidente.
 


O casal foi preso na Segunda Avenida dos Moraes no bairro Buritizal, zona sul de Macapá e José Carlos em Santana.
A delegada esclarece e alerta que com a prisão e a imagem dos envolvidos mostradas na mídia mais vítimas possam aparecer, pois o grupo agia desde 2009 oferecendo cursos em municípios do Estado.
 
O trio foi levado a sede da 2ª DP de Santana para responderem pelas acusações e depois encaminhados a penitenciária.

 

Enquete

Qual o curso que você, policial, entende ser nescessário para aprimoramento profissional?